Meu nome:

Minha foto
Um dia, resolvi fazer a brincadeira de ir revendo a vida desde que nasci, e fui contando assim, livremente, no ouvido de quem mais amo, a trajetória toda. Eles amavam em silêncio, a minha vida em capítulos. Com meus filhos, tenho a mais bela história de amor da minha vida. É uma mágica em que vamos tecendo um laço cada vez mais apertado. Eles dão sentido a minha vida. Eu dou sentido a vida deles. E então: somos felizes assim, um sendo a alma da vida do outro. Existem as diferenças, mas elas furam todas as ondas. Não interessa o que difere, interessa o que nos une e, juntos, vamos inteiros vida afora.

AFETO COM AÇÚCAR E CANELA

AFETO COM AÇÚCAR E CANELA
*Se alguma foto ou matéria publicada aqui no blog estiver em desacordo com os direitos de propriedade, por favor me envie um e-mail que farei a devida correção ou a retirarei do blog, fica a seu critério.*

ara onde quer que vá, vá de todo coração. (Confúcio)

"Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Alegria e Fantasia..." (Lenine)

“As Pessoas Mais Felizes:

São Aquelas Que Não Têm

Nenhuma Razão Específica

Para Serem Felizes...

Exceto Pelo Fato Que Elas São.”


Para onde quer que vá, vá de todo coração. (Confúcio)









segunda-feira, 16 de abril de 2012

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Oração dos Sonhadores e... Atrevidos (!)

Desperta-me, Senhor! Sopra-me palavras inéditas, inspira-me com lampejos e intuições. Me tira do sério, dos trilhos, da forma. Dá-me sobressaltos e suspiro, desvaneios e fome. Dá-me plena posse de mim mesma. Assombra-me Senhor! Não permita que eu me afaste do que me identifica, que eu esqueça o que "me alegra" e que eu cale o que me traduz. Instiga-me, exige-me ser. Livra-me dos boicotes e adiamentos a que eu mesma me imponho. Dá-me paz e paixão...assim...alternadamente, como a chuva e a estiagem (já que uma existe quando a outra desiste), e me faz entender que há mais dano no medo de viver que no medo de morrer.
Amém!

domingo, 1 de abril de 2012

Para Altair

Como vai você? Há quanto tempo a gente não se fala, hein? Já se passaram alguns meses desde a última vez que nos vimos. Nós, além de amigos,eramos irmãos de coração e, no meio disso tudo você era também o meu genro. Você vivia grudado na Samantha, em tempos bons e ruins. Juntos, sonhavam, faziam planos e projetos. Juntos se embriagavam de vida e de esperança.
Tanta coisa aconteceu nesse tempo em que a gente não se vê. A Sáh e os meninos estão bem, acho que amadureceram, quase virando adultos. Sobrevivemos a dor de perder você tão cedo.
Essa semana senti a emoção e orgulho de ouvir o coraçãozinho do seu filho bater. Ela vai dar à luz em Agosto. Tudo está pronto para o grande dia (será que solto rojões?). Tudo preparado por nós.
Sempre nos perguntamos como você reagiria ou aprovaria nossas escolhas (médico, roupinhas, nome, padrinhos, etc)e as lágrimas embaçam nossos olhos. È um menino. Altair, é um menino que desejamos tenha o mesmo sorriso seu, a mesma ternura e a mesma garra que você sempre teve. Um guerreiro ele já é, valente e obstinado, pois não é por acaso que ele está aqui.
Hoje você é energia pura na vida de todos que receberam a graça de Deus de te conhecer, que sentem saudades e pensam sempre em você. Estarei lá, no grande dia ao lado da Sáh, para celebrar esse momento junto com ela, e sei que, você também estará. Vou transmitir pra você em primeira mão todas as cenas. Mesmo que a frequência não seja a mesma, estaremos juntos, com as antenas do coração ligadas na mesma sintonia. Estarei lá pra constatar que seu filho e a nossa "menina" são mesmo grandes guerreiros. Estaremos lá, Altair, juntos outra vez nessa hora sagrada da vida.