Meu nome:

Minha foto
Um dia, resolvi fazer a brincadeira de ir revendo a vida desde que nasci, e fui contando assim, livremente, no ouvido de quem mais amo, a trajetória toda. Eles amavam em silêncio, a minha vida em capítulos. Com meus filhos, tenho a mais bela história de amor da minha vida. É uma mágica em que vamos tecendo um laço cada vez mais apertado. Eles dão sentido a minha vida. Eu dou sentido a vida deles. E então: somos felizes assim, um sendo a alma da vida do outro. Existem as diferenças, mas elas furam todas as ondas. Não interessa o que difere, interessa o que nos une e, juntos, vamos inteiros vida afora.

AFETO COM AÇÚCAR E CANELA

AFETO COM AÇÚCAR E CANELA
*Se alguma foto ou matéria publicada aqui no blog estiver em desacordo com os direitos de propriedade, por favor me envie um e-mail que farei a devida correção ou a retirarei do blog, fica a seu critério.*

ara onde quer que vá, vá de todo coração. (Confúcio)

"Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Alegria e Fantasia..." (Lenine)

“As Pessoas Mais Felizes:

São Aquelas Que Não Têm

Nenhuma Razão Específica

Para Serem Felizes...

Exceto Pelo Fato Que Elas São.”


Para onde quer que vá, vá de todo coração. (Confúcio)









segunda-feira, 16 de maio de 2011

Um dia viro semente...


Tenho o sorriso fácil...mas a felicidade é coisa rara, de frágeis e preciosos momentos. Amo o Zeca Pagodinho, mas tenho uma implicância danada com aquela música que diz:..."deixa a vida me levar...vida leva eu..." Quero sentir um sentido. A vida, o planeta, a diversidade religiosa etc. são assombros de tanto infinito. Mas permaneço no raso. Sem querer explorar o seu tempo e os seus insights.

Há pessoas que me julgam portadora para os impasses da vida. Mal sabem elas o quanto acumulo em minha trajetória. Contudo, sei o que é felicidade. Difere da alegria.. Felicidade é um estado de espírito, é estar bem consigo, com a natureza, com Deus.
Com os outros, nem sempre.
As relações humanas são amorosamente conflitivas. Invejas, mágoas, disputas, mal-entendidos são pedras no sapato. Uma pessoa pode ser feliz sem parecer alegre. E conheço muito que esbanjam alegria sem me convencer que são felizes.

Penso que nada torna uma pessoa mais feliz do que se empenhar em prol da felicidade alheia: isso vale tanto na relação intima quanto no compromisso social de lutar pelo "outro mundo possível", sem desigualdades gritantes e onde todos possam viver com dignidade e paz.

O direito a felicidade deveria constar na Declaração Universal dos Direitos Humanos. E os países não deveriam mais almejar o crescimento do PIB, e sim do FIB:

FELICIDADE INTERNA BRUTA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário