Meu nome:

Minha foto
Um dia, resolvi fazer a brincadeira de ir revendo a vida desde que nasci, e fui contando assim, livremente, no ouvido de quem mais amo, a trajetória toda. Eles amavam em silêncio, a minha vida em capítulos. Com meus filhos, tenho a mais bela história de amor da minha vida. É uma mágica em que vamos tecendo um laço cada vez mais apertado. Eles dão sentido a minha vida. Eu dou sentido a vida deles. E então: somos felizes assim, um sendo a alma da vida do outro. Existem as diferenças, mas elas furam todas as ondas. Não interessa o que difere, interessa o que nos une e, juntos, vamos inteiros vida afora.

AFETO COM AÇÚCAR E CANELA

AFETO COM AÇÚCAR E CANELA
*Se alguma foto ou matéria publicada aqui no blog estiver em desacordo com os direitos de propriedade, por favor me envie um e-mail que farei a devida correção ou a retirarei do blog, fica a seu critério.*

ara onde quer que vá, vá de todo coração. (Confúcio)

"Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Alegria e Fantasia..." (Lenine)

“As Pessoas Mais Felizes:

São Aquelas Que Não Têm

Nenhuma Razão Específica

Para Serem Felizes...

Exceto Pelo Fato Que Elas São.”


Para onde quer que vá, vá de todo coração. (Confúcio)









terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Deserto ou Oásis?

Saudade é coisa que mexe com a gente. Faz a alma ficar roxa de dor. Surpreende com lágrimas, sorrisos e vontade de sair por aí gritando de tanto sofrer. Mas a tentação, quando se une à saudade, aí sim, fica difícil de viver. Tentação, como já dizia nas escrituras, é coisa que faz o coração pegar fogo. Remete aos impulsos, que nos movem sem pensarmos - tragédias de loucura de ansiedade. Provoca a mente e deturpa os sentimentos. Quebra a harmonia do bem-viver. Nela, temos a sensação de múltiplas angústias. Os dias ficam longos e as noites curtas demais para amontoar os arrepios que chegam sem parar. Insônia. Desespero total. Mas a saudade, como ela só, pode ser coisa boa também. Lembranças, mesmo que profundas, dão um nozinho na garganta… e depois vêm os suspiros e até a sensação de alegria por existir.
‘Se desejar não ser tombada pelo vento forte da tentação, seja ela qual for, construa uma tenda-companheira em torno de si mesma, que suporte os dias de frio, as desilusões. Não perca jamais a dignidade.
Deixar a tentação atuar sem controle nessa emoção, porém, é castigo na certa. Esses dias, estive pensando em como esse pecado da tentação toma conta de tanta gente. Lembrei-me dos que aceitam viver em um deserto, mesmo que nele sofram as mais duras necessidades. As cenas enganam a visão. Sua aridez machuca. O calor enorme faz o corpo estremecer de tanto suar. E o chão fofo? Claro que não oferece estabilidade. Talvez alguém ocupado por essa tentação desmedida tente construir uma tenda nesse chão, mesmo sabendo que ele é tudo que acabei de descrever. Insiste no que é ruim e faz sofrer… e, daí em diante, pode ser o caos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário